Daily Archives: 10/07/2015

Paciência, Casa Agrícola Paciência, 100% Syrah, Tejo, 2003

paciencia_garrafa

Até ao Ribatejo viemos hoje para travar conhecimento com o Syrah da casa Paciência. Um Syrah que até hoje conheceu duas safras. Apesar de praticamente impossíveis de encontrar, conseguimos arranjar uma garrafa da safra de 2003 e outra da safra de 2007. Infelizmente a garrafa que nos coube em sortes de 2007 estava avinagrada, completamente intragável, mesmo estando a rolha aparentemente em bom estado. Logo o nosso comentário recai totalmente sobre a safra de 2003. Teoricamente o mais natural teria sido a garrafa de 2003 a dar sinais  clara degenerescência e não a de 2007. Mas o que aconteceu foi exactamente o contrário. Adiante.

As notas de prova falam de “média concentração na cor, vegetal seco e resina, falta mais fruta no aroma. Balsâmico na boca, rebuçado, fruto doce, falta alguma elegância, simples no conjunto.” Tem uma graduação alcoólica de 13,5%. O enólogo foi Leonel Cruz.

paciencia_vinha

A Casa Paciência é uma empresa vitivinícola, em Alpiarça, produtora de vinhos ribatejanos há mais de 100 anos. De cariz familiar, tem sede em Alpiarça, no Ribatejo, onde conta já quatro gerações de lavradores ligados à vinha e ao vinho, portanto com mais de 100 anos de história, sendo o seu fundador Manoel Paciência Gaspar.

A adega actual que serve a Casa foi construída em 1962; mantém os moldes tradicionais de produção de vinho com equipamentos e depósitos originais a funcionarem em pleno. Em paralelo foram implementados novas tecnologias como o sistema de frio para arrefecimento dos mostos em fermentação. Em alguns casos ainda se faz a “pisa-a-pés” quando a qualidade da matéria-prima assim o justifica.

Nos últimos anos, a Casa Paciência assumiu também uma vertente de enoturismo, abrindo as portas da adega ao público em geral, com visitas às caves e prova de vinhos.

paciencia_casa

A adega encontra-se instalada num pátio rodeada de limoeiros. As vinhas estendem-se por 16 hectares. As castas dividem-se em brancas Fernão Pires e Tálias e as pretas como Periquita e Cabernet Sauvignon.

O papa João XXIII, de boa memória, disse um dia que: “Os homens são como o Syrah – alguns viram vinagre, mas outros melhoram com a idade.” Das mulheres o mesmo se pode dizer, acrescentamos nós.

O Syrah Paciência 2007 virou vinagre bem antes do tempo. O de 2003 é um Syrah ignavo, sem garra, de aromas pouco presentes, e por isso tem a nota mais baixa que o Blogue do Syrah pode dar a um monocasta Syrah!

Classificação: 14/20                                                     Preço: 7,00€