Pedra Basta, Sonho Lusitano Vinhos Lda, 95% Syrah e 5% Viognier, Alentejo, 2014

Há vinhos bem difíceis de conseguir encontrar.
Já andávamos atrás deste Syrah faz mais de um ano.
Inclusivamente já tínhamos falado com o produtor e enólogo, Rui Reguinga, a esse propósito, mas só agora é que foi possível “deitar-lhe a mão”.
Foi difícil mas valeu a espera!

Inicialmente estávamos imbuídos de um escondido preconceito em relação a este Syrah, é preciso dizê-lo! Pensávamos, e sem motivo para isso (não é dessa massa que nascem os preconceitos?) que poderia ser inferior ao outro Syrah do Rui Reguinga, Tributo, que apresentámos aqui.  A verdade é que não é. Mas só agora é que naturalmente estamos em condições de o dizer na sua plenitude!

O Pedra Basta Syrah que hoje temos aqui, na sua primeira colheita, tem 95 % Syrah e 5% de Viogner, à boa maneira do Vale do Rhone! O Tributo, Syrah do Tejo, também não era um Syrah a 100% e isso não o impediu de ser um topo de gama. O estágio foi de 14 meses em barricas de carvalho francês. As notas de prova do enólogo falam de um vinho com sabor a “fruto preto, notas balsâmicas e de especiarias. Final equilibrado e persistente.” A graduação alcoólica é de 13,5%.

Sonho Lusitano é um projecto conjunto do especialista em vinhos Richard Mayson e do Enólogo Rui Reguinga. As vinhas estão localizadas na região do Alentejo, nas encostas da Serra de São Mamede, entre 500 e 560 metros acima do nível do mar ao pé de Portalegre.
O escritor inglês Richard Mayson especializou-se em vinhos portugueses há mais de vinte anos e é autor de cinco livros sobre o assunto. Já em 1989, identificou a sub-região de Portalegre do Alentejo como sendo potencialmente uma das principais regiões vitivinícolas de Portugal devido à sua altitude, solos e clima. Rui Reguinga, oriundo do Ribatejo, iniciou a sua carreira vinícola em 1991. Trabalhando na cooperativa local de Portalegre. Posteriormente, trabalhou com o conhecido vinicultor João Portugal Ramos antes de estabelecer o seu próprio negócio de consultoria em vinhos. Depois de dez anos em busca da propriedade certa, em 2005 Richard Mayson comprou a Quinta do Centro e formou a Sonho Lusitano com Rui Reguinga.

A propriedade situa-se na orla do Parque Natural de São Mamede. A sub-região de Portalegre (um DOC em si mesmo) é bastante diferente do resto do Alentejo com um terroir próprio. Os solos são de xisto e granito, predominando o granito na Quinta do Centro. A propriedade abrange um vale raso e os solos são pobres, cheio de rocha e geralmente bem drenado. A precipitação média anual, que é inferior a 400 mm em grande parte do Alentejo, é superior a 600 mm em Portalegre.
Ao contrário da maior parte do sul de Portugal, as explorações de terras da região de Portalegre são extremamente fragmentadas, especialmente na serra que tem mais em comum com o norte do que com o sul. A Quinta do Centro é bastante incomum na medida em que se estende a pouco mais de 20 hectares dos quais 12,5 ha são plantadas com vinhas.

Toda a vinha está actualmente em produção, com a vinha mais antiga plantada há aproximadamente 25 anos. O restante da propriedade é semi-selvagem e dado a oliveiras e sobreiros. Há também uma pequena barragem para irrigação. As principais castas (em ordem decrescente de importância) são Trincadeira, Aragonez Alicante Bouschet e Grand Noir com uma pequena quantidade de Cabernet Sauvignon. Em 2006, plantou-se 2,4 ha de Touriga Nacional, Syrah e uma pequena quantidade de Viognier. Uma nova adega foi construída sobre a propriedade e usado pela primeira vez em 2007. Há também cinco casas na propriedade, quatro dos quais serão eventualmente restaurados para o turismo de vinho. A partir de 2011 com a vinha está em plena produção a propriedade começou a produzir o equivalente a 40.000 litros por ano.

Alguém disse que:
“Se a vida com Syrah, mulheres e música se tornar demasiado pesada, pare de cantar!”
Podemos parar de cantar, mas não devemos parar de beber um Syrah de qualidade chamado Pedra Basta!

 

Classificação: 18/20                            Preço: 13,56€


 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.