Daily Archives: 23/11/2018

O Fim do Blogue do Syrah. A explicação!

O blogue do Syrah esteve activo durante 4 anos completos, de Setembro de 2014 a Setembro de 2018. Fechou portas dia 7 desse mês. Nestes quatro anos publicou 652 textos e teve quase 3 milhões e meio de visitas! Tendo em conta que 4 anos são 1460 dias, isso dá a publicação dum texto em média a cada 54 horas! E isto durante 4 longos anos. Para além disso o Blogue do Syrah fez visitas às principais feiras de vinho do país com o intuito de contactar e dar-se a conhecer, não só, mas principalmente aos produtores de Syrah e recolher o máximo de informação que pudesse usar no Blogue do Syrah. Só por eles é que íamos às feiras! E também por eles este Outubro e Novembro não fomos a nenhuma! Promovemos ao longo destes 4 anos várias provas cegas, a maior parte delas com a ajuda inestimável dos Cegos por Provas!
Fizemos algumas visitas a quintas e herdades para recolhermos informações genuínas para aproveitarmos nos textos. Mais de 90% das fotos do Blogue do Syrah foram feitas por nós, maioritariamente pelo Raúl Coelho para dar um toque de originalidade gráfica e não nos ficarmos pela reprodução de fotos que se encontram em todo o lado. Esta explicação precisava de ser dada. Não quis fazê-lo logo na altura do fim do Blogue do Syrah para ter possibilidade de pensar muito bem naquilo que vai ser espraiado no papel para sempre e de não vir a arrepender-me mais tarde! A verdade tem que ser dita e como diz um ditado françês “Só a verdade ofende» custe a quem custar !


O Blogue do Syrah não deve nada a ninguém, nunca pediu nada de borla e portanto o que será dito é o que tem que ser dito ! Senti a necessidade de fazer esta declaração porque houve algumas pessoas que pessoalmente ou por via digital questionaram-me sobre o motivo que levou ao fim do Blogue do Syrah ! Avançavam a tese de que o fim do Blogue do Syrah se devia ao facto de ter sido bloqueado no facebook, nos vários grupos de vinhos a que o Blogue do Syrah se tornou membro, com o objectivo de divulgar os textos publicados. Se bem que durante os 4 anos de existência do Blogue do Syrah tenha sido bloqueado cerca de 20 vezes, a espaços entre uma semana e um mês e de no início me indignar, não pelo facto de ser bloqueado por um idiota, mas por a administração do facebook não se dignar responder às interpelações que lhe dirigia. A partir dum certo tempo levei a coisa para a brincadeira e pedia para o idiota ou os palermas do facebook terem a ousadia de me bloquearem apesar das visitas continuarem a subir! Quando passei a fazer isso, deixaram de me bloquear !…
Portanto, para que fique claro, não foi este o motivo para o fim do Blogue do Syrah ! Nem pouco mais ou menos ! O maior adversário do Blogue do Syrah, por incrível que possa parecer, foi aquele que deveria ter sido o seu principal parceiro ! Os próprios produtores de Syrah ! A mentalidade generalizada dos portugueses que foi descrita muito bem por Teixeira de Pascoaes em A Arte de Ser Português ou mais recentemente por Alexandre O’Neill, Alberto Pimenta ou Luís Ene é uma mentalidade tacanha e mesquinha por um lado e completamente indiferente e mesmo estúpida por outro! Qual das duas é a mais negativa? Venha o diabo e leve as duas! Claro que há excepções, várias, a esta situação! Produtores que percebendo a mais valia que o Blogue do Syrah poderia constituir consolidaram parcerias nas várias colheitas que iam lançando e nas provas cegas em que iam participando. Mas são, infelizmente, excepções! A regra é “não quero saber, não digo, se quiser conhecer venha cá comprar!…”


O ditado popular diz que “Quem corre por gosto, não cansa!” e nós corremos e corremos e não nos cansamos no primeiro ano ( que era necessário mostrar a seriedade e a consistência do projecto), no segundo ano continuamos cheios de genica, porque a afirmação era um valor importante, continuamos a correr no terceiro ano por gosto, mas no quarto ano apercebemo-nos que independentemente de tudo o que fazíamos, continuavamos a ser vistos de modo indiferentes pela maioria dos produtores de Syrah, alguém que fazia coisas interessantes, mas que não aquecia nem arrefecia! E isto para além duma panóplia de mentecaptos para quem era impossível de aceitar que houvesse alguém que fazia coisas sem nada ganhar…e estou a falar do ponto de vista financeiro!Ao fim de quatro anos cansámos! Há cinquenta histórias que poderia contar que mostram bem a mentalidade de indiferença ou de tacanhez presente no mundo do vinho tal e qual como também está presente na sociedade civil em geral! Mea culpa! Pensava erradamente que o mundo do vinho poderia ser diferente…Não é!
Como tal, a atitude mais inteligente é voltar à condição de enófilo e aí compro e bebo os Syrah que quiser e me apetecer!…E com isto nem me estou a limitar aos Syrah portugueses. Sabe-se lá, pode ser que acabe por fazer um Blogue dos Syrah estrangeiros! Há uma coisa que tenho a certeza! Seria tratado bem melhor e mostrariam maior consideração! Disso não tenho muitas dúvidas!
O mundo dos Syrah abre-se de vez! E o número é imenso!…