Enigma, Caves Dom Teodósio , 100% Syrah, Tejo, 2015

Fomos de pensar que este texto sobre o Syrah Enigma do ano de 2015 seria bem diferente dos textos sobre as safras anteriores, o Enigma 2012 e o Enigma 2014, já que agora íamos falar desse ano extraordinário que é 2015!
A novidade foi dada nestes termos: ”A Enoport lançou no mercado o Enigma Syrah 2015! Com 13% de graduação alcoólica vamos ver se o facto de ser do ano mítico de 2015 o faz ser um Syrah de qualidade superior às colheitas anteriores, que não entusiasmaram propriamente.” Pois em relação ao Enigma Syrah 2012 tínhamos dito que: “Este Syrah, poesia, é coisa que não dá, ou pelo menos com o verso, rima e sentimento da forma que gostamos!” E o mesmo dissemos quanto ao Enigma Syrah 2014: “Nada se altera em relação ao que foi dito aqui da safra anterior anterior. A qualidade é a mesma e a classificação mantêm-se. O preço continua igualmente exorbitante.” Se é verdade que a maneira como decorre o ano agrícola é fundamental para que o vinho que se degusta possa ser ou não de qualidade, a segunda parte da premissa não decorre unicamente da primeira. Há outros factores a ter em conta que continuam ausentes deste Syrah do Tejo. Daí que, e apesar de estarmos em 2015, e as expectativas serem sempre grandes, este Syrah pouco acrescenta, quase nada mesmo, ao que já dissemos em relação às outras colheitas. E é pena que isso aconteça!

Transfer 100715 0020

O Syrah das caves Dom Teodósio pertence ao grupo Enoport. Grupo este que juntou algumas das mais antigas e emblemáticas empresas de vinho Portuguesas com reconhecimento nacional e internacional, tais como as Caves Velhas, Caves Dom Teodósio, Adegas Camillo Alves, Caves Acácio, Caves Monteiros e Caves Moura Basto.
Este mesmo grupo detêm uma outra marca, a Quinta de S. João Baptista, cujo Syrah é bem superior a este.

Enigma é pois o nome do Syrah. Nome que só por si faria prometer um grande Syrah, até porque a palavra significa algo secreto e invisível, com um significado oculto por revelar, até o rótulo bem desenhado conduz nesse sentido. Tudo levaria a crer pois que a demanda seria frutífera. Tal não acontece, infelizmente. O Enigma é um vinho desinteressante, sem génio… desprovido de arcanos e mistérios! Não traz nada de novo ao mundo dos Syrah portugueses, sendo pouco mais que um Syrah aboleimado.

O enólogo de serviço é Carlos Eduardo e a graduação alcoólica é de 13%. Teve uma maturação de 6 meses em madeira de Carvalho Francês. As notas de prova dizem que possui uma “cor avermelhada e nariz delicadamente frutado, com suaves notas florais e vegetais a conferirem alguma complexidade ao conjunto, na boca é um vinho fácil, equilibrado e equilibrado, conta com um paladar frutado e levemente vegetal, o final de boca tem um comprimento e uma persistência medianos.” As notas de prova podem até ser simpáticas mas a realidade no palato o resultado é bem diferente! Este Syrah, pela nossa parte, apenas merece a nota que lhe atribuímos. Nem o já mitíco ano de 2015 o salva!

O grande escritor romano Sêneca escreveu que: “O vinho faz esquecer as maiores preocupações.” Mas só se for de qualidade, dizemos nós. De outro modo ainda causa mais desalento e infelicidade!

 

Classificação: 14/20                                                     Preço: 2,99€


 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.