Quinta do Monte d´Oiro: lugar abençoado pelo Syrah – Parte II

lybra_garrafa nora_garrafa carcageiro_garrafa

Continuando hoje a falar de uma quinta abençoada, vamos seguir com o respectivo Syrah gama de entrada, o Lybra, com uma graduação alcoólica de 13,5%, e do qual são produzidas em média 15 a 20 mil garrafas por safra. O estágio é de 10 a 12 meses em barricas de carvalho francês. As notas de prova escolhidas dizem que se trata de um Syrah “Cor rubi intensa e nariz marcado pelos aromas de frutos pretos e do bosque, bem como delicadas notas de especiarias e alguma madeira, na boca é um vinho equilibrado, de taninos polidos e um volume e estrutura de expressão média, conta com um paladar frutado e especiado, além de ligeiramente vegetal, terminando com um final de boca de comprimento e persistência medianos.”

Temos também o Lybra Rosé de que falamos em texto próprio e que é o único Rosé português feito exclusivamente da casta Syrah.

A Quinta do Monte d`Oiro também produziu o Syrah Vinha da Nora, que é o antepassado do Lybra. A primeira replantação de Syrah na Quinta teve lugar numa parcela com 2,75 hectares de meia encosta virada a sul e de conhecidas potencialidades, denominada “Vinha da Nora”, vinha esta que foi plantada no início de 1992 e, durante 5 anos, tomou-se a decisão de não produzir quaisquer quantidades por forma a favorecer apenas o desenvolvimento vegetativo da planta. Tal prática permitiu um estabelecimento perfeito da vinha e originou uma primeira colheita em 1997. As notas de prova dizem que este Syrah tem “aromas balsâmicos, com notas de fruta madura e em calda mas que não perturbam a grande frescura de conjunto. Cremoso na boca, macio e com um toque mineral. Conjunto focado em especiarias finas, suave e de final longo.” Este Syrah foi descontinuado em 2005 e como já foi dito deu origem ao Lybra que surgiu pela primeira vez em 2006.

IMG_4330

A Quinta também produziu, somente por duas safras, em 1999 e em 2001, um outro Syrah, o Homenagem a António Carqueijeiro, com um total de 18 meses repartidos por duplo estágio -200%- em barricas novas de carvalho Allier da tanoaria Seguin Moreau, grão fino e meia tosta/1 ano de estágio em garrafa. As notas de prova que escolhemos dizem que este Syrah hoje esgotado é “Concentrado nas suas componentes visual, aromática e de paladar, é um tinto raro e precioso, com um perfil exótico. É carnudo, sensual, esbelto e vigoroso de corpo, sedutor, fino, harmonioso, com um final intenso, longo, persistente”. Com mais uma qualidade: pode ser bebido desde já, mas tem características que lhe auguram uma favorável evolução em garrafa pelo menos durante os próximos 10 anos. Este Syrah de eleição, surgiu para homenagear António Mário Carqueijeiro, ilustre advogado, enófilo de fina sensibilidade e grande impulsionador do projecto vitivinícola da Quinta do Monte d’Oiro, criando assim José Bento dos Santos um vinho único, extremamente concentrado e elaborado a partir das castas Syrah (94%) e Viognier (6%), tal como os grandes crus da região da Côte Rotie em França. A Quinta do Monte d’Oiro, com este Syrah “Homenagem a António Carqueijeiro”, venceu um concurso ibérico que envolveu os melhores e mais famosos vinhos de Portugal e Espanha. Este “duelo ibérico” foi organizado pela prestigiada revista espanhola Sibaritas, infelizmente já desaparecida, em colaboração com a portuguesa Revista de Vinhos, que seleccionaram os quinze melhores vinhos de cada país. Desta forma, os 30 melhores vinhos da Península foram sujeitos a duas provas cegas (onde os provadores não conhecem a identidade dos vinhos), uma em Portugal com uma elite de provadores portugueses e outra em Madrid com os melhores provadores espanhóis. O “QUINTA DO MONTE D’OIRO 1999, Homenagem a António Carqueijeiro” foi o primeiro classificado em ambas as provas, sagrando-se, assim, vencedor deste grande embate Portugal-Espanha. Foi verdadeiramente algo de notável. Quem sabe um dia surge uma nova safra!

IMG_4386

Também poderíamos mencionar aqui um Syrah a 100% feito para os restaurantes 100 Maneiras  intitulado Quem Syrah? De 2012, cujo chef Ljubomir Stanisic meio jugoslavo meio português e que teve participação na escolha dos lotes de Syrah que fazem parte deste vinho. É que os Syrah de lote na Quinta do Monte d`Oiro só se fazem no engarrafamento. E também não podemos esquecer o blend de 2010 chamado Ex-Aequo com 75% de Syrah e 25% de Touriga Nacional feito a meias entre o José Bento dos Santos e o produtor Michel Chapoutier.

Ou seja, o que vemos aqui de uma maneira única e exemplar é uma quinta de 20 hectares mas que faz uma gestão parcelar num conjunto total de 10 parcelas que possuem características muito particulares e diferenciadas em termos de solo. A própria vindima é feita parcela a parcela. Ora, se temos 10 parcelas e se os vários Syrah que existiram e existem da Quinta do Monte d`Oiro são de uma ou mais parcelas da quinta, lançamos uma questão: qual será, em termos teóricos, o número possível de combinações de modo a termos Syrah sempre diferentes? O Blogue do Syrah pediu a ajuda a um colega de matemática que rapidamente deu a resposta: 1023 possibilidades de combinações entre as 10 parcelas de Syrah que a  Quinta do Monte d`Oiro possui. A família Bento dos Santos pode continuar a fazer Syrah sempre diferentes e sempre de qualidade.

Uma referência ainda à prova vertical com que fomos brindados por Francisco Bento dos Santos, aquando da nossa visita à sua Quinta. Provou-se Syrah Rosé, Syrah 24, Reserva de vários anos, mas o que nos espantou pela positiva foi o Lybra de anos mais recuados. Mostrou-se com uma capacidade de evolução que não teríamos conseguido imaginar. Foi uma prova de Syrah verdadeiramente memorável, que como tal vai perdurar nos diversos compartimentos da memória, para todo o sempre!.

IMG_4440

Eis pois, para quem quiser tentar ainda uma demanda arqueológica por Syrah esquecido no tempo em alguma cave recôndita por aí, a lista cronológica patrimonial deste nosso lugar abençoado:

VINHA DA NORA
1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2005

LYBRA
2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012

LYBRA Rosé
2011, 2012, 2013, 2014

RESERVA
1997, 1999, 2000, 2001, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011

HOMENAGEM A ANTÓNIO CARQUEIJEIRO
1999, 2001

SYRAH 24
2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012

Terminamos com mais um pensamento da nossa lavra:
“Não podes comprar a felicidade, mas podes comprar Syrah, porque é quase a mesma coisa…”

 

Lybra, Quinta do Monte d’Oiro, 100% Syrah, Lisboa, 2011
Classificação: 16/20                                                     Preço: 8,99€

lybra_ft

Vinha da Nora, Quinta do Monte d’Oiro, 100% Syrah, Lisboa, 2005
Classificação: 17/20                                                     Preço: 15,00€

nora_ft

 

Homenagem a António Carqueijeiro, Quinta do Monte d’Oiro, 100% Syrah, Lisboa, 2001
Classificação: 18/20                                                     Preço: 76,00€

cacageiro_ft


 

 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.