Cabeço Alto, Adega Cooperativa de Gouxa, 100% Syrah, Tejo, 2010

alto_garrafa

Quando pensávamos que já não havia Syrah esquecidos no tempo, eis que Tiago Paulo, da Garrafeira Estado d´Alma, tira literalmente da cartola qual mágico, este Syrah de 2010, da Adega Cooperativa de Gouxa. Só este facto em si merece ser celebrado, por exemplo, com uma taça de Syrah, digamos!

Sobre o néctar propriamente dito, as notas de prova dizem-nos que este Syrah tem “uma cor granada com tons violáceos, um aroma intenso lembrando frutos vermelhos maduros e com um sabor complexo e harmonioso.” A graduação alcoólica é de 14%. Foram lançadas na altura para o mercado 15000 garrafas.

alto_coop
A Adega Cooperativa de Gouxa, C.R.L., localizada na Quinta de Gouxa, Alpiarça, com área aproximada de 11,2 hectares foi fundada em 1962 e construída pela antiga Junta Colonização Interna, tendo sido entregue a um núcleo de Associados que por sua vez formou a primeira Direcção. Teve o seu início de actividade em 1967 já um pouco dentro do período das vindimas com reduzida entrada de uvas. No ano de 1968 laborou em bom ritmo uma quantidade bastante razoável de uvas, predominantemente brancas, provenientes dos terrenos de Gouxa (Concelho de Alpiarça) e da Charneca das Fazendas de Almeirim, onde o seu característico vinho branco resultante das Castas Fernão Pires, Boal, e Arinto, vinho tinto Aragonês, Piriquita e Alicante Bouschet e também vinho licoroso (Abafado) proveniente de mostos brancos seleccionados, são de superior qualidade. No ano de 1969 começou-se a engarrafar a título artesanal, derivado à sua grande procura. Posteriormente teve a Cooperativa de empreender um projecto de renovação de equipamento no ano 1989, o qual tem vindo a ser renovado mediante as exigências do seu fabrico e qualidade, e segue até aos dias de hoje.

O Ribatejo é terra de vinho desde o tempo remoto dos romanos. E território de alguns Syrah memoráveis. Vinhos brancos, rosés e tintos que, ano após ano, se vão afirmando no gosto dos apreciadores. A região Ribatejana é hoje uma das primeiras áreas portuguesas de produção vinícola e integra várias denominações.

Já Napoleão Bonaparte dizia que “Claramente os prazeres que o vinho oferece são transitórios. Mas assim são também os do ballet ou o de uma apresentação musical. Os vinhos nos inspiram e acrescentam muito ao prazer de viver.”

Isso é válido para os Syrah e o da Adega Cooperativa de Gouxa também cumpre esse desiderato.

Beba-se!

 

Classificação: 15/20                                                                     Preço: 6,98€

alto_ft


 

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.